DEPOIMENTOS MÉDICOS

Dr. Gilberto Amorim

Dr. Gilberto Amorim
Oncologista e Coordenador de Oncologia Mamária da Oncologia D'Or


“A chegada da Touca Inglesa no Brasil foi um divisor de águas. É o chamado “antes e depois”. Temos visto resultados impressionantes notadamente nos esquemas mais curtos (3-4 meses) que incluem taxanos, mas também é possível ver resultados nunca vistos antes em mulheres com quimioterapia à base de antracíclicos. E nem preciso destacar a importância da autoestima e da qualidade de vida durante a quimioterapia, certamente melhor nas pacientes com acesso ao uso desta tecnologia”

Dr Cleberson Queiroz

Dr. Cleberson Queiroz
Doutor em oncologia pela Universidade de Liverpool e diretor técnico da Clínica Oncocenter Cuiabá – MT


“A inclusão dessa tecnologia nos guidelines do NCCN representa, para nós oncologistas, a certeza de que o tratamento é eficaz e seguro. A inclusão de qualquer terapia nos consensos da entidade só ocorre após avaliação rigorosa dos estudos clínicos pelas maiores autoridades mundiais no tratamento do câncer. Portanto, acredito que a crioterapia é, a partir de agora, padrão no tratamento de mulheres com câncer de mama”

Daniel Gimenes

Dr. Daniel Gimenes
Oncologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO)


"Muitas mulheres recebem um diagnóstico difícil, passam por uma cirurgia de mama e ainda precisam lidar com a perda de cabelo no tratamento quimioterápico. Algumas pensam em desistir do tratamento por causa disso, daí a importância do uso da Touca Inglesa"

Ana Paula dos Santos Silva

Ana Paula dos Santos Silva
Enfermeira Oncologista da Oncologia D'Or - Barra da Tijuca


"Em nossa equipe, a opinião é unânime: o manuseio da Touca Inglesa é bem fácil! O ato de ligar e utilizar os botões, que são bem sinalizados, não representam nenhum "mistério", além do equipamento sinalizar e mostrar quando algo precisa ser corrigido. A necessidade de molhar os cabelos das pacientes apenas uma vez também é um fator muito positivo, tanto para eles quando para nós da equipe. Há outros sistemas de crioterapia em que é necessário molhar os cabelos a cada 30 minutos e acaba sendo trabalhoso para nós e desgastante para os pacientes. É muito gratificante participar dessa ...

Leia mais
Enfermeira Gisele Farias

Gisele Farias
Enfermeira Oncologista do Grupo Oncoclínicas Botafogo


"O ingresso no Núcleo Saúde da Mulher GOC-RJ me permitiu obter conhecimento sobre a crioterapia e tudo que envolve esse procedimento. Aprendi a manusear a máquina, conhecer os benefícios da Touca Inglesa. Afirmo, não só pra mim, mas para pacientes e profissionais que a técnica é válida e possui resultados satisfatórios, podendo ser realizada por todos aqueles que desejarem ter a minimização dos efeitos da medicação no couro cabeludo e consequentemente na sua autoestima e qualidade de vida. Sempre reforço que seguir as orientações ...

Leia mais
Samira Leão

Samira Leão
Enfermeira Oncologista da Clínica Oncocenter Cuiabá – MT


"Atuando na oncologia, pude perceber que a alopecia é um das reações adversas mais temidas relacionadas à quimioterapia, principalmente nas mulheres. Além do impacto e estigma da doença, a baixa autoestima pode deixá-las ainda mais fragilizadas durante o tratamento. Buscando oferecer um atendimento mais humanizado e integral, estamos utilizando há 2 anos o tratamento de crioterapia capilar com a Touca Inglesa. Confesso que me surpreendi com a facilidade no manuseio do equipamento e, principalmente, com os diversos bons ...

Leia mais